Buscar

Fish4You

Globo se junta à Stone na Guerra das Maquininhas


In Summary: O Grupo Globo se uniu à Stone para entrar no mercado de maquininhas de cartão. Eles terão 33% de uma joint venture com a fintech para vender as maquininhas, sendo a Globo responsável pelo plano de mídia e a Stone pela parte operacional.


Why it matters: A união da Stone com o Grupo Globo é um golpe pesado para os concorrentes na Guerra das Maquininhas. Uma vez que o objetivo é atingir o público de microempresas e autônomos, os mais de 100 milhões de espectadores únicos da emissora no Brasil deverão ser impactados pelo anúncio da nova máquina de processamento de cartões das gigantes. A iniciativa consolida a entrada do Grupo Globo no meio dos serviços financeiros, além de garantir o fortalecimento da Stone no setor. Para a concorrência, marketing deverá ser prioridade máxima para avançar na Guerra. A mesma estratégia foi e ainda é adotada pela PagSeguro, como vantagem de fazer parte do grupo UOL.


Go Deeper:

Globo se junta a fintech Stone para entrar na guerra das maquininhas (InfoMoney)

Grupo Globo e Stone se unem no setor de maquininhas de cartão (Jornal O Globo)

Stone e Grupo Globo se unem com foco em microempreendedores (Valor Econômico)

Nubank é avaliado em US$10 bilhões


In Summary: A fintech brasileira Nubank levantou US$ 400 mi em uma rodada de investimentos liderada pelo TCV - fundo americano investidor do Netflix e Facebook - e é avaliada em US$10 bi.


Why it matters: A nova avaliação da Nubank em US$10 bi, garante à startup o título de mais valiosa da América Latina. Além disso, é a primeira startup brasileira a chegar aos US$10 bilhões sem abrir capital. Se estivesse na bolsa brasileira, seria a 22ª maior empresa por valor de mercado e o 6º maior banco do país. De acordo com David Vélez, CEO da Nubank, o novo aporte já tem destino: expandir a equipe e a fintech para os países vizinhos, como México e Argentina.


Go Deeper:

  • Nubank levanta US$ 400 milhões e é avaliado em US$ 10,4 bilhões (Exame)

  • Nubank é a primeira startup brasileira a ser avaliada em cerca de US$ 10 bi (Link Estadão)

  • Com aporte de US$ 400 Mi, Nubank é avaliado em cerca de US$ 10 bilhões (Época Negócios)

Softbank leva maior parte do Banco Inter


In Summary: O Grupo japonês, Softbank, comprou quase R$1 bilhão em ações do Banco Inter. Após a notícia, as ações do banco fecharam em alta, a17,47% e cotadas a R$47,40.


Why it matters: É a primeira vez que o fundo japonês investe em uma empresa brasileira listada na bolsa.Com a chegada do Softbank, o Banco Inter ganha força e dinheiro para encarar a concorrência com outros players do setor. Os planos podem incluir a criação de um app mais integrado e tecnológico, apelidado de “super app”, mas a princípio o Grupo Japonês não vai interferir na estrutura acionária da empresa.


Go Deeper:


Softbank leva maior parte da oferta do Banco Inter (Brazil Journal)

Banco Inter (BIDI11) salta 17,5% na Bolsa com notícia de aporte bilionário do Softbank (InfoMoney)

Softbank comprou participação de 8,1% no Banco Inter em oferta (Link Estadão)

Alphabet passa Apple e se torna a empresa com mais dinheiro em caixa no mundo


In Summary: A controladora do Google está com US$ 117 bilhões em reservas líquidas, e tirou da Apple o posto de empresa com mais recursos em caixa - apenas US$ 102 bilhões.


Why it matters: A Apple detinha o monopólio da posição por anos, até a “mãe do Google” a superar. A diminuição de dinheiro em caixa estava prevista pela Apple, em um plano de longo prazo para recomprar ações e reduzir o número de acionistas. Essa gestão leva sempre em conta diversos fatores como pressão dos acionistas para distribuição de dividendos e recompra de ações, fortalecimento de caixa para futuros investimentos em projetos que irão consumir caixa no curto e médio prazo, recursos para testes e desenvolvimento de novos produtos, aquisições de empresas estratégicas, entre outros fatores.


Go Deeper:


  • Alphabet passa Apple e agora é a que mais tem dinheiro em caixa no mundo (TecMundo)

  • Alphabet passa Apple como empresa com mais dinheiro em caixa do mundo (MacMagazine)

  • Dona do Google supera Apple e se torna empresa com mais dinheiro em caixa (Tecnoblog)

SoftBank cria novo fundo de US$ 108 bi para investir em startups


In Summary: O Softbank anunciou a criação de um fundo de US$ 108 bilhões, com participação de Microsoft, Foxconn, Apple, além de bancos japoneses. O Vision Fund 2 é mais uma iniciativa do Grupo Japonês para investir em startups e empresas de tecnologia, e o Softbank entrará com o aporte de US$ 38 bilhões.


Why it Matters: O conglomerado liderado por Masayoshi Son tem investido pesado em startups e empresas de tecnologia ao redor do mundo - foco do Vision Fund I (US$100 bi), em seguida o Softbank dedicou um fundo exclusivo para startups da América Latina (Innovation Fund - US$5 bi) e auxiliou na criação de novos unicórnios brasileiros (Gympass, Loggi) . A aposta tem feito crescer cada vez mais o setor de inovação e tecnologia em países com potencial de mercado, mas poucos recursos e/ou apostas de investimento. A criação do Vision Fun II (US$108 bi) é mais um grande passo na missão de Masayoshi de investir em Inteligência Artificial e alavancar empresas de tecnologia no mundo todo.


Go Deeper:

  • Softbank cria novo fundo de US$ 108 bi para investir em startups (Link Estadão)

  • Softbank cria fundo de US$ 108 bilhões com Apple e Microsoft como investidores (StartSe)

  • Softbank cria novo fundo de investimento de US$ 108 bi para startups (Época Negócios)

Logo Fisher New.png
Logo fisher branco(Anexo 2).png
  • Linkedin Fisher Venture Builder
  • Branca Ícone Instagram
  • Facebook Fisher Venture Builder
  • Twitter Fisher Venture Builder

Rua dos Pinheiros, 498, 3º andar - São Paulo, SP  |  Brasil