Buscar

Proptech, Construtech ou ReTech?

Entenda o que são as “techs” do setor imobiliário e como estão transformando o mercado


Quando se trata de startup, tecnologia é item obrigatório. Não só na construção do produto, como também no nome! Você já deve ter percebido o sufixo "tech" em inúmeros segmentos de startup: fintech, edtech, insurtech, etc. Mas, nós queremos te apresentar as "Techs" do setor imobiliário!

São as chamadas de Proptechs (propriedade+tecnologia), Construtechs (construção + tecnologia), ReTech (Real Estate + tecnologia), startups voltadas para solução de dores do mercado imobiliário.

As tecnologias mais utilizadas nesses negócios são blockchain, inteligência artificial, internet das coisas, entre outras, com o intuito de desburocratizar, inovar e ampliar os negócios nesse setor que é conhecido por ter baixa tecnologia.

O mercado

Em 2015, o valor global estimado do mercado imobiliário foi de US$217 trilhões. A projeção é que esse valor aumente proporcionalmente ao crescimento populacional, que acarretará também no crescimento da população urbana e consequentemente na busca por imóveis.

Acompanhando essa mudança, não só a busca pelas Proptechs tem aumentado, como a expectativa de investimento para o setor também (60% maior em 2019). Nos últimos 5 anos, foram investidos mais de US$40 bi em Proptech no mundo.

No Brasil, o mercado foi marcado por uma grave recessão que tomou o país nos últimos anos, ocasionando na queda de investimentos no setor imobiliário. Entretanto, com o reaquecimento da economia, alguns sinais de recuperação podem ser vistos e as startups têm um papel fundamental nesse movimento.

No nosso report de Proptech, mapeamos 288 iniciativas brasileiras atuando em diversas etapas do ciclo de vida de um imóvel. Elas estão divididas nos seguintes segmentos: terrenos e obras, gestão de propriedades, ferramentas para corretores e incorporadoras, buscadores e comparadores, home focused, fintech, vr/va e impacto.

Novas tecnologias


Essas novas tecnologias pretendem trazer melhorias significativas na indústria como um todo. Principalmente na tomada de decisão (29%), performance e corte de custos (22%) e engajamento do cliente (22%).

Apesar de ainda serem muito incipientes quando comparadas ao setor financeiro ou varejo, as transformações trazidas pelas startups no setor imobiliário já estão dando sinal de melhoria em alguns pontos, mais do que outros (ex: experiência do cliente).

A largada para a inovação já foi dada, agora é aguardar as mudanças propiciada pelas Proptechs e evolução do mercado imobiliário nas próximas décadas. Afinal, retroceder não é uma opção.

Logo Fisher New.png
Logo fisher branco(Anexo 2).png
  • Linkedin Fisher Venture Builder
  • Branca Ícone Instagram
  • Facebook Fisher Venture Builder
  • Twitter Fisher Venture Builder

Rua dos Pinheiros, 498, 3º andar - São Paulo, SP  |  Brasil